doces típicos da Espanha

Doces típicos de Natal

Os doces de Natal na Espanha são um mundo de delícias. Tendo em conta que estamos falando de um inverno mais rigoroso que o inverno brasileiro, por exemplo, tais doces são tradicionalmente fonte de energia para superar o frio.
Provavelmente o mais conhecido além-mar é o torrone (turrón), feito basicamente, de mel e amêndoas – herença do império arábe na região. Existem duas variáveis claras de torrones: o turrón blando (mole – em espanhol) e o duro, feito de amêndoas inteiras. Na época de Natal, os supermercados reservam um corredor único para vender torrones dos mais variados: blando, duro, com chocolate, com frutas, etc. Uma comparação ao nosso corredor de Panetones no Brasil. O segredo que, na minha opinião, é a chave, é que você pode fugir do torrón industrializado e achar peças artesanais em muitas confeitarias da cidade de Madri. Se quer provar os industrializados, os preços variam entre centavos de euro, até os mais caros, com selos de excelência de Jijona (localidade na província de Alicante).
Outro doce muito típico do Natal é o polvorón. Também feito de amêndoas, é um tipo de paçoquinha, como um bolinho compacto e bem seco que se esfarela na boca. Igualmente vale a pena provar os artesanais de confeitarias.
Outros doces são conhecidos mais regionalmente ou com menor importância como os marzipãs (mazapanes) e os mantecados.
Para terminar o Natal, na manhã de reis (celebrado no dia 6 de janeiro), as crianças recebem os presentes que os Reis Magos deixaram (nada de Papai Noel!) e tomam de café da manhã ou merenda uma rosca de chantilly e frutas cristalizadas, conhecida como Roscón de Reyes e a graça é encontrar um brinquedinho no meio dela. Quem acha o pedaço com a pecinha, é coroado Rei ou Rainha do dia.

foto(29)

Mantecados.

foto(28)

O Roscón de Reyes.

foto(27)

Turrón duro artesanal.

20121218-094520.jpg

Marzipãs artesanais.

A capital espanhola é mais que um cenário de Almodóvar. Fuja dos tópicos turísticos como visitar só o Corte Inglés e o estádio do Real Madrid, Santiago Bernabeu, porque Madri é mais que tudo isso: é uma cosmopolita com sede de festa e boa vida. Confira as dicas do blog para não cair no erro do típico turista.
PUBLICIDADE
Siga a gente no Twitter
ARQUIVO
Estamos no Bloglovin
Follow on Bloglovin
%d bloggers like this: