“Madri é apaixonante”

Centro Niemeyer - Espanha
La Gabinoteca

“Madri é apaixonante”

Madri é apaixonante, mas algumas horas antes da minha chegada pela primeira vez em 2009 o único sentimento que eu tinha era medo. Sim, uma dor de barriga incontrolável, e explico o motivo: cheguei no período mais tenso das deportações naquele ano.
Chegando na cidade, depois de horas de viagem e de um questionário rigoroso na imigração, estava tão cansado que não podia sequer contemplar a cidade. Tudo o que queria era uma ducha e uma cama, e assim foi.
Duas horas depois de um sono pesado, sai na rua, e aí senti tudo diferente. Estava na Europa, e pela primeira vez! Tudo chamava minha atenção: o metrô impecável e extenso, os ônibus, a arquitetura, o colorido, as árvores, e pasmem – as guias das calçadas! Como eles podiam construir calçadas tão perfeitas?
O que me fascinava era não ter um ponto turístico monumental a ser visitado. A cidade e seu povo eram o ponto turístico, e isso ficou bem claro para mim desde o começo. O Rio tem o Pão de Açucar, Paris tem a Torre Eiffel, NY tem a Estátua da Liberdade e o Empire State. E Madri?
Madri tem churros (de verdade), tem baladas pra todo canto (e de graça), tem arte, tem história, tem o parque mais bonito em que estive na vida (Parque del Retiro), e tem tapas…humm…tapas.
Uma cidade cosmopolita, com uma história fascinante, e que sabe se aproveitar dessa história e da cultura em geral. Um centro com as ruas onde moravam os grandes escritores, com a Casa Museo Lope de Vega, com bares e restaurantes, e com gente, muita gente.
Estive por várias outras cidades, mas é Madri a que escolheria para morar. Imponente, mas intimista e colorida. Acho que não dá pra se entediar em Madri, tanto é que voltei em 2011.
É verdade que algumas pessoas que passaram pelo meu caminho não foram o que podemos chamar de educadas e solícitas, mas em compensação muitas outras foram. Seria no mínimo injusto julgar uma nação pelo comportamento de 3 pessoas que estavam com a pá virada, acontece…
Se eu tiver que dar uma única recomendação pra quem estiver em Madri: Churros do Mercado de San Miguel! Vem com chocolate quente em um copinho, que é simplesmente a melhor combinação da galáxia. Sério. Posso chorar? Alguém me manda via Sedex? Me manda um churroooooos!
Nelson Carvalho Junior, 27 anos, executivo de negócios com bancos.

P1090342P1010928 copyP1010724 copyP1010358 copyP1010322 copy



Written by conexaomadri

Sou uma apaixonada por Madri e modestia à parte, sinto que conheço cada pedacinho da cidade como se fosse a palma da minha mão. Razão normal depois de 5 lindos anos vivendo nessa linda cidade.
Website:

3 Comments

Leave a Reply

A capital espanhola é mais que um cenário de Almodóvar. Fuja dos tópicos turísticos como visitar só o Corte Inglés e o estádio do Real Madrid, Santiago Bernabeu, porque Madri é mais que tudo isso: é uma cosmopolita com sede de festa e boa vida. Confira as dicas do blog para não cair no erro do típico turista.
PUBLICIDADE
Siga a gente no Twitter
ARQUIVO
Estamos no Bloglovin
Follow on Bloglovin
%d bloggers like this: