10 lugares de Madri que não estão nos guias

PROMOÇÃO MAMA FRAMBOISE
Centro Niemeyer - Espanha

10 lugares de Madri que não estão nos guias

1. Bares de tapas de verdade.

Diz a lenda, que o nome tapa vem da necessidade de “tapar” o buraco do estômago e evitar bebedeiras desde muito tempo atrás. Por isso, os donos dos bares, preferiam dar um aperitivo grátis (tapa) e vender mais bebidas, além de manter o nível alcoolico controlado no estabelecimento. Tapa, nada mais é que um aperitivo. Poucos bares mantêm essa tradição de tratar bem o bebedor tão bem quanto o El tigre e o Quevedo em Madri.

2. A terraça do Hotel de las Letras

Madri é muito bonita olhando por cima e existem muitas maneiras de vê-la. O Hotel de las Letras tem uma cobertura peculiar no verão! Para tomar um drink, é caro, mas vale a pena subir até a cobertura e ficar na pontinha dos pés para admirar a Gran Via à noite.

3. Como chegar barato e confortável do aeroporto até o centro

Combinando o metrô e taxi, de uma maneira econômica. Explicamos num post anterior.

4. O after hours com espaguetes

Diz a lenda, que quando todos os bares fecham em Madri (por volta das 4 da manhã), existe uma porta secreta no bairro de Malasaña onde você pode continuar bebendo e…comendo macarrão. Essa loucura pode ser uma lenda urbana, mas eu recomendo que você busque na internet. Eu não disse nada…

5. O spa com a melhor vista da cidade

No alto do Paseo de la Castellana, onde imperam todos os escritórios e executivos da cidade, também descansam sem um ruído, os sortudos que optam por relaxar no Spa do Hotel Eurostars no 31º andar das famosas torres de Madri. As vistas são privilegiadíssimas e os preços são intermediários. Vale pelo luxo.

6. Flamenco de Verdade

Pelo centro da cidade, muitas propagandas e panfletos de espetáculos flamencos podem chegar até você. Mas se quer ver flamenco de raíz, sem atores ou ensaios, informe-se da programação do El Embroque. É um bar de gestão de andaluza e a garantía de originalidade é de 100%. Mas não espere o tópico espanhol de “olés” e vestidos de babados vermelhos.

7. Fotografia Vintage

Já contamos aqui no blog essa idéia vintage de recuperar a fotografia em Madri. Você viu?

8. Neve fora de época (exceto no verão, claro)

Quando se aproxima o frio intenso, é um pouco frustrante não encontrar neve. Mas não se desespere: se visita Madri nos últimos meses do ano ou nos primeiros, informe-se da metereologia na cidade de Navacerrada. Muito mais alta que Madri e à escasos 50 km da capital, Navacerrada é conhecida por ser um dos pueblos mais frios da província e é de facilíssimo acesso via trem, com saídas de Nuevos Ministérios.

9. Bons vinhos espanhóis para comprar e provar

A loja gourmet Lavinia, na Calle José Ortega y Gasset é um paraíso para os enólogos. Tem vinhos de boa qualidade e de várias origens e preços, bem catalogados e recomendados pelos atendentes. Se você fica pelo menos uma semana em Madri, reserve lugar para uma cata de vinhos. Altamente recomendada para quem quer aprender!

10. A marca B da Zara

Todas as mulheres são loucas pela Zara, convenhamos. Mas o que poucas sabem é que a Zara tem uma “outlet” com o nome de Lefties. As roupas são mais básicas e vale a pena garimpar pelas lojas.

(Também indicamos outras lojas no blog. Veja aqui.)



Written by conexaomadri

Sou uma apaixonada por Madri e modestia à parte, sinto que conheço cada pedacinho da cidade como se fosse a palma da minha mão. Razão normal depois de 5 lindos anos vivendo nessa linda cidade.
Website:

13 Comments

Leave a Reply

A capital espanhola é mais que um cenário de Almodóvar. Fuja dos tópicos turísticos como visitar só o Corte Inglés e o estádio do Real Madrid, Santiago Bernabeu, porque Madri é mais que tudo isso: é uma cosmopolita com sede de festa e boa vida. Confira as dicas do blog para não cair no erro do típico turista.
PUBLICIDADE
Siga a gente no Twitter
ARQUIVO
Estamos no Bloglovin
Follow on Bloglovin
%d bloggers like this: